quinta-feira, 3 de maio de 2012



BLINK NO JCS


          Na segunda quinzena do mês de Abril, o locutor Jhonne Love, da Rádio Blink 102,7 e sua esposa, vieram à Escola João Cândido de Souza prestigiar o Projeto Rádio, passar algumas de suas experiências como profissional da comunicação e incentivar os nosso alunos do Projeto.
     O encontro ocorreu às 15:00h e todo corpo docente e discente pode aproveitar para participar do recreio interativo, com gincana cultural e distribuição de CD's e DVD's.


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO DA ESCOLA PROFESSOR JOÃO CÂNDIDO DE SOUZA

A Escola Municipal Professor João Cândido de Souza, comemorou nesse sábado dia 25/02/2012  o 21º aniversário de fundação da escola. Na ocasião os alunos puderam conhecer a biografia do Professor João Cândido de Souza e toda a comunidade escolar sentiu se honrada com a presença de membros da família do saudoso Professor João Cândido de Souza. 
Conheça um pouco da história de vida do Professor:
Profº João Cândido de Souza

JOÃO CÂNDIDO DE SOUZA, nasceu em 28/02/1920 na cidade de Claudio, no estado de Minas Gerais. Estudou no colégio seminarista em São Paulo, onde tornou se amigo de Wilson Barbosa Martins e José Fragelli, Abandonou o seminário e dedicou se ao magistério em Minas Gerais. Mudou se para Campo Grande a convite do Dr Wilson Barbosa Martins.
Professor de Latim. Lingua Portuguesa e Filosofia, lecionou no colégio Maria Constança de Barros Machado, Colégio Osvaldo Cruz e Colégio Dom Bosco.
Casou se no ano de 1948 com Célia Goulart de Souza e tiveram seis filhos. Católico praticante, gostava de política, ler, escrever  e futebol (Ah! Torcia para o time do São Paulo).
Foi um dos fundadores e pesidente da Associação de Professores de Campo Grande e vice presidente do Colégio Oswaldo Cruz.
Como passar dos anos ficou conhecido como professor Candão. Requereu aposentadoria por apresentar por problemas de saúde, porém não deixou de trabalhar a favor da educação.
Título de Cidadão Campo-Grandense
Recebeu título de cidadão Campo-Grandense em 15/10/1978, pela vereadora Nelly Bacha, autora do projeto que lhe concedeu a Cidadania Honorária. Veio a falecer em 04/03/1980 de insuficiencia cardíaca, deixando esposa, seis filhos e sete netos.
O mestre Candão ficou incoporado na história de Mato Grosso do Sul.

Veja as fotos da visita dos familiares do Professor João Cândido de Souza

Membros da família do João Cândido com a direção da escola.

Esposa do Profº João Cândido, Sr Célia Goulart

Sala do 1º ano "A" e "B"

Esposa e sobrinha do João Cândido prestigiando acróstico feito pelos alunos



Na sala do 2º ano

Profª Kátia lendo o acróstico

Sobrinhos do professor João Cândido com os alunos





sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Passeio dos alunos do JCS

Os alunos que participaram do Desfile Cívico, em comemoração ao aniversário de Campo Grande, ganharam de presente um lindo passeio onde se divertiram muito.
Confira o que rolou:






sexta-feira, 30 de setembro de 2011

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

MOMENTO CÍVICO NO JCS


A Escola Municipal Professor João Cândido de Souza realizou  momento cívico nesse dia 07 de setembro para explicar o porquê do feriado aos alunos



Para explicar o porquê dos alunos não terem aula nesta quarta-feira (7), a Escola Municipal Professor João Cândido de Souza, tirou os estudantes de sala de aula e proporcionou um momento cívico no pátio da instituição.
Durante a atividade, as crianças da Educação Infantil e do 1º  ao 9º ano do Ensino Fundamental aprenderam que no dia 7 de setembro é comemorada a Independência do Brasil. Eles entoaram o hino nacional e hastearam a bandeira.
Confira a galeria de fotos:







“PROJETO CULTURA AFRO-BRASILEIRA” (Lei nº 11.645)

Acontece na Escola Municipal Professor João Cândido de Souza, sob coordenação do Professor  José Maria da disciplina de História,e apoio da sala de informática com as PCTEs: Ana Rita e Cátia Guimarães, o projeto: "CULTURA AFRO-BRASILEIRA” (Lei nº 11.645)
Público alvo: Alunos do Ensino Fundamental  do 6º ao 9º ano.





OBJETIVOS GERAIS

      Promover uma nova visão da História dos Africanos do período colonial, com seus reinados e impérios, sua cultura e os reflexos sobre a vida do afro-brasileiro em geral.
      Ampliar o conhecimento dos alunos em vários aspectos, tornando-os conhecedor da nossa história enriquecendo seus níveis de conhecimentos e cultura, com capacidade de romper preconceitos.